Descendo das Nuvens

    Quando os pés tocarem o solo áspero,
    A beleza do sonho será refreada,
    A conversa desvanecerá
    Em conjunto com o impacto de acordar.
    Uma vez que a sola deixar a maciez das nuvens,
    E saltar para o próximo passo,
    Tão tímido,
    Tão pesado,
    A escolha terá sido feita.
    Certa ou errada,
    Responder-se-á as consequências,
    Cabendo aos indivíduos
    Resguardar cada detalhe,
    Contemplado em tempos de ilusão.
    Memórias em preto e branco
    São o que se deixou restar.


    Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.



    Leave a Reply

    "Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

    LEIA,
    PENSE,
    COMENTE!

    Obrigada pelo seu Comentário!!

    Luiz F. Veríssimo

    "Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

    Anaïs Nin

    Anaïs Nin

    Anaïs Nin

    "Você vive assim, protegido, em um mundo delicado, e você acredita que está vivendo. Então você lê um livro... ou vai fazer uma viagem... e você descobre que não está vivendo, que está hibernando."

    Marcello Mastroianni

    "Acho que todos somos um pouco como Dom Quixote: Certas ilusões são mais fortes que a realidade."