Autorretrato: Nascida em Versos

    Desejei ser conceito.
    Simples e Determinado.
    Algo assim: Karla é isso - e ponto final.
    Sem àquelas entranhas e estranhezas que possuo,
    Que sei ser.
    Não sentir em considerações poéticas
    Camufladas nas figuras lingüísticas de expressões adornadas.
    Cobicei ser som.
    Trepidante e Reconhecível.
    Não este vulto maluco de emocionalidade.
    Passível de urros inúteis, ou de sussurros capciosos.
    Envolvendo-me numa aura inaudível.
    Imprevisível. Cansativa.
    Almejei ser verbo.
    Regular e Concordante.
    Não muito além do primitivo, da essência pura da humanidade.
    Sem meus floreios instáveis de mulher.
    Sem ilusões constantes de apaixonada, que distingo e, quiçá, desgosto.
    Queria ser decifrável e comum.
    Não ter em mim alma de poeta.
    Alma de quem sente o mundo demais.
    De quem saboreia o vento em versos,
    A chuva em letras,
    A paixão em sonetos.
    Ansiei ser maleável.
    Não amar quando apenas gostam.
    Não cair quando outros somente tropeçam.
    Não sonhar quando só metas traçam.
    Não me cerrar em termos quando aberto em gestos o planeta segue.
    Quem sabe se fosse eu uma humana com espectro humano, ao invés desta arrebatada...
    Uma mortal, não um anjo sem asas...
    Uma pessoa racional, ao contrário de um eu feito de esperanças confusas...
    Talvez, desta forma, seu amor por mim surgiria.
    E eu, não mais solitária, cresceria em poemas.
    Adorando os dias em que me fizeste ser tudo aquilo que jurei ser.

    Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.

    5 Responses so far.

    1. Daniele says:

      show adoreei o post e o blog todo =D

    2. Olá!
      Adoramos o post e o conteúdo dele.. e falando em post, acabamos de postar.
      Dá uma passadinha lá :)
      Um beijo e ótima sexta-feira!

    3. Muito bom o seu blog!
      Cumprimentos cinéfilos!

      O Falcão Maltês

    4. Gostei do simples e determinado *_*
      Parabéns pelo blog e sempre estarei por aqui!
      Abraços.
      http://nomundodosleitores.blogspot.com/

    5. ..."Alma de Poeta,Anjo sem asas..."como posso deixar de seguir,é encantador o Blog.Um abraço e fica com DEUS.

    Leave a Reply

    "Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

    LEIA,
    PENSE,
    COMENTE!

    Obrigada pelo seu Comentário!!

    Luiz F. Veríssimo

    "Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

    Anaïs Nin

    Anaïs Nin

    Anaïs Nin

    "Você vive assim, protegido, em um mundo delicado, e você acredita que está vivendo. Então você lê um livro... ou vai fazer uma viagem... e você descobre que não está vivendo, que está hibernando."

    Marcello Mastroianni

    "Acho que todos somos um pouco como Dom Quixote: Certas ilusões são mais fortes que a realidade."