Sim, Eu Fugi

    Naquele dia que revivo de tempos em tempos, quis por a culpa em você. Não se preocupe, sei que fui eu quem fugiu e com toda a dor suprimida caminhou para a distância. Como poderia permanecer? O caos era meu aliado.

    Não! Não conseguiria trazê-lo para dentro dos muros de minha prisão pessoal. O meu sentir era forte demais. Recusei fitar seus olhos, desistiria da fuga sem titubear. Depois dos abusos e das agressões que ocultei, das feridas que fiz questão de cuidá-las só, em silêncio, não teria como deixá-lo aqui comigo. Seria uma injustiça anunciada. Meu passado assombrava o presente com dúvidas. Estava perdida num emaranhado inominável. Mas, era meu; Somente meu fardo.

    Quando jurei estar pronta para tentar, vi algo dele em seu vulto. O pavor que domina os amaldiçoados invadiu minhas veias, tremi cogitando a possibilidade de experimentar da dor de quem se permitiu uma vulnerabilidade no envolvimento. O papel de vítima nunca mais seria meu. Você não era ele. A lógica escapou-me e corri do que cada célula do corpo gritava ser certo. Permiti que a beleza do sentimento desvanecesse por entre as lembranças da aniquilação vivida.

    Quantas vezes fantasiei comigo libertando-me desta mudez seletiva, concedendo-lhe todos os detalhes deste passado doloroso. Não fui capaz. Tenho ciência da covardia, ainda que justificada. Sinto muito tê-lo arrastado até aqui.

    Soube que hoje você encontrou sua felicidade merecida nos braços de outra. Sinto-me contente com a notícia, assim como já falou Dolly Parton:
    "And I hope life, will treat you kind

    And I hope that you have all that you ever dreamed of
    Oh, I do wish you joy
    And I wish you happiness
    But above all this I wish you love".

    Com a certeza de que saí de sua vida, seus pensamentos, definitivamente, as palavras deitaram-se nesta carta - eu e minha mania de cartas - que nunca enviarei. Deixarei-a por aqui, na esperança de que algum dia você esbarre nela e encontre as respostas que, inadvertidamente, neguei-lhe.

    Confira o texto também no RECANTO DAS LETRAS.






    One Response so far.

    1. Denis says:

      Olá.

      Muito bom!!!
      Este, eu vi no Recanto mas quis comentar aqui. Gostei do blog... volto mais vezes com certeza.

      Boa noite e parabéns pelo texto e pelo blog.

      ;D

    Leave a Reply

    "Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a diversidade." [ Michel de Montaigne ]

    LEIA,
    PENSE,
    COMENTE!

    Obrigada pelo seu Comentário!!

    Luiz F. Veríssimo

    "Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

    Anaïs Nin

    Anaïs Nin

    Anaïs Nin

    "Você vive assim, protegido, em um mundo delicado, e você acredita que está vivendo. Então você lê um livro... ou vai fazer uma viagem... e você descobre que não está vivendo, que está hibernando."

    Marcello Mastroianni

    "Acho que todos somos um pouco como Dom Quixote: Certas ilusões são mais fortes que a realidade."